skip to main | skip to sidebar

14 de setembro de 2008

SEREIA









Jim Warren





Vestida de corais e de sargaços
Do corpo revelando os seus segredos
Senhora do seu gesto e dos seus passos
Quando desperta ao toque dos meus dedos

Mas por indecisão ou por vaidade
Como de uma bandeja não servida
Tardia essential fatalidade
Arrebata também a própria vida

Seus olhos dois farois no nevoeiro
A naufragar num sentimento misto
E eu juvenil incauto marinheiro

Falta profundidade em tudo isto
Vontade de partir noutro veleiro
Acreditar naquilo que conquisto



Poema de FERNANDO TAVARES RODRIGUES


9 comentários:

xistosa - (josé torres) disse...

Por um impulso, uma indecisão, podemos perder o mundo ... mas o pequeno mundo que nos está ao alcance.
Juvenil e incauto, não sabe que as sereias são uma perdição ...
Muito belo.
Confesso que não conhecia o autor.
Mas já li mais algo dele e gostei.
Um bom fim de semana.

claras manhãs disse...

Olá Xistosa


Só o conheço há pouco tempo.
mas o livro é belíssimo.

"XXI Sonetos de Amor"

Já editei dois, e pendo editá-los todos.

Beijinho

Fatyly disse...

Não gosto de Madonna, adorei a pintura e este soneto é uma maravilha:)

Beijos e um bom domingo

claras manhãs disse...

Olá Fatyly

há muita gente que não gosta da Madonna.
Eu tenho admiração por ela, embora hja músicas de que não gosto.


Beijinho

cris disse...

A simplicidade com que usa a palavra, o mostrar o que sente, o que deseja, como ama o que almeja. Bom que o reveles aqui :) Merecido, como merecedora de ser lida, sentida, esta tão bela Carta de Amor:

Carta de Amor

Para te dizer tão-só que te queria
Como se o tempo fosse um sentimento
bastava o teu sorriso de um outro dia
nesse instante em que fomos um momento.
Dizer amor como se fosse proibido
entre os meus braços enlaçar-te mais
como um livro devorado e nunca lido.
Será pecado, amor, amar-te demais?
Esperar como se fosse (des) esperar-te,
essa certeza de te ter antes de ter.
Ensaiar sozinho a nossa arte
de fazer amor antes de ser.
Adivinhar nos olhos que não vejo
a sede dessa boca que não canta
e deitar-me ao teu lado como o Tejo
aos pés dessa Lisboa que ele encanta.
Sentir falta de ti por tu não estares
talvez por não saber se tu existes
(percorrendo em silêncio esses altares
em sacrifícios pagãos de olhos tristes).
Ausência, sim. Amor visto por dentro,
certezas ao contrário, por estar só.
Pesadelo no meu sonho noite adentro
quando, ao meu lado, dorme o que não sou.
E, afinal, depois o que ficou
das noites perdidas à procura
de um resto de virtude que passou
por nós em co(r)pos de loucura?
Apenas mais um corpo que marcou
a esperança disfarçada de aventura...
(Da estupidez dos dias já estou farto,
das noites repetidas já cansado.
Mas, afinal, meu Deus, quando é que parto
para começar, enfim, este meu fado?)
No fim deste caminho de pecados
feito de desencontros e de encantos,
de palavras e de corpos já usados
onde ficamos sós, sempre, entre tantos...
Que fique como um dedo a nossa marca
e do que foi um beijo o nosso cheiro:
Tesouro que não somos. Fique a arca
que guarde o que vivemos por inteiro.

Fernando Tavares Rodrigues - 1998

cris disse...

As pessoas ricas só morrem por fora.
Dificil (parece tão simples...) falar de amor, assim, como ele o fazia, com um interesse desinteressado, sem sentimento de posse.
Gostava que ele tivesse sido meu professor :-)
Gostava muito, é verdade, Amiga!
Beijo.
Da Madonna, há coisas de que gosto, outras que nem tanto.
Havia faltado comentar o vídeo que escolheste.
Bom fim de semana para ti também, e, para todos os teus.

claras manhãs disse...

Oh Cris!

sempre que aqui vens deixas-me presentes incríveis!
Obrigado meu doce.

bem tinha dito que não conhecia Fernando Tavares Rodrigues.
E só conheço o este livro de Sonetos.

Também não gostas deste da Madonna!
Para a outra vez escolho melhor
sorriso

beijinho tão grande, Cris

cris disse...

Vês? Não ficou lindo? Claro que merecia, meu doce!
Para ti, tudo, Querida!
Mil beijos para ti e para todos.

Psssit!
A Madonna não faz parte da minha lista de preferidos, ainda que inveje (note-se...comedidamente e não desmesuradamente, ok? rsss) aquela sua forma física.
Ele é estica para aqui, estica para ali!... Eu até me passo! Cruzes,credo! Malvada hérnia que só me posso ficar pela hidro ginástica ou fico que nem posso!

claras manhãs disse...

Mas deixei um agradecimento que não aparece lá
O layout não está a funcionar
o que me irrito com estas coisas.
Mas se não conseguir hoje, amanhã ficará nos trinques.
Obrigado para sempre!

beijo cheio de ternura