skip to main | skip to sidebar

13 de fevereiro de 2009

MUDANÇA







Você precisa de ser a mudança que quer ver no mundo ____________MAHATMA GHANDI



- Espreita, espreita pela janela e diz-me o que vês
Ouve a o roçar da cortina leve de encontro ao vidro e ‘vê’ a mão que a afasta, parar, leve hesitação, para logo se seguida ouvir as argolas que sustentam a cortina correrem de maneira desenfreada,por um segundo.
- o que vês?
O silêncio é a resposta, talvez de admiração, talvez
Ela começa balbuciando que vê a terra...o planeta…o Planeta Azul …ali mesmo à beira da janela, onde deveria estar um horizonte nu está a Terra, uma semi-esfera que se vai elevando sustentada por nuvens carregadas de várias tonalidades de cinzento… cala-se mais uma vez.
O campo todo estendendo-se liso e só ao fundo uma árvore robusta, copa engrandecida pelo recortado em contraluz das nuvens mais claras cheias de luminosidade, nogueira? carvalho? emais uma vez se cala.
- o que sentes?
Volta-se outra vez para a janela e olha em silêncio e depois recomeça, que sente uma calma imensa, sente paz, sente que a luz se infiltra nela, mas num repente gira sobre os pés e enfrenta-o
- mas é ao mesmo tempo assustador!
- assustador?!
- como posso ver o que estou a admirar, aqui mesmo à beira da minha janela? Como aconteceu toda esta transformação, sem o menor ruído, sem ter sido capaz de o sentir? Voltará tudo ao mesmo lugar? Estou na minha casa, na terra, e vejo-a ali ao longe, despegada desta onde estou….mera espetadora….faz medo
- não, não faz, é isso que praticamos todos os dias, somos meros espetadores e somos, também, os intervenientes de um jogo que é pura ilusão.
Toda a transformação é feita em silêncio, estrebuchando, tantas vezes, refilando, mas em silêncio, caminhando. A transformação foi grande.
Milhões de anos do tempo que conhecemos, são apenas alguns segundos em termos do Universo, onde o tempo não existe, por isso o tempo é mera ilusão também
Sê genuinamente Emoção, deixa apenas fluir a Emoção, o Amor e a Luz, toma consciência da Vibração e deixa-te levar como a água de um rio para te reequilibrares com o UNIVERSO

Namastê


22 comentários:

Lúcio Ferro disse...

Ena, grande moca. Cê é fã de Ghandi?

Sam disse...

Beijo doce em Ti amiga e bom fim de coiso !

inespimentel disse...

Ai Minuxa que bom quando nos embuimos destes mistérios.
" toda a transformação se faz no silêncio0..." belo, verdade, embora às vezes se façam ouvir o fungar das lágrimas a serem engulidas, em silêncio... sim
beijo amigo e grande

claras manhãs disse...

Olá Lucio

Sou fâ de Ghandi, sim senhor.
Sou fã da não violência e se houve alguém que a praticou, obrigando um império a claudicar, foi Ghandi


beijinho

claras manhãs disse...

Bom fim de semana, cheio de sol, Sam, meu lindo

beijinho

claras manhãs disse...

Olá Inês

Também foi grande a tua transformação, heim?
sorriso divertido

beijinho

Valentim Coelho disse...

Bela imagem!
gostei do pormenor das mãos pegando no sol e na lua.
beijinhos

Mofina Mendes disse...

somos meros espetadores e somos, também, os intervenientes de um jogo que é pura ilusão... Precisamos ganha o Universo.

Bjs

Nuno de Sousa disse...

Lindo minha boa amiga e que bem precisaria o mundo de mudar e mto mas poucos fazem para que isso venha a acontecer e quem vai sofrer???
Bom que se faça algo e depressa porque se não será um mundo sem esperança.

Bjs amiga e um bom fds
Nuno

claras manhãs disse...

Olá Mofina Mendes

Pois precisamos, mas andamos, todos, mais preocupados com outras coisas.

beijinho

claras manhãs disse...

Olá Valentim

Tão linda, não é?

beijinho

claras manhãs disse...

Olá Nuninho

Meu querido, o mundo já está a mudar e vai mudar mais ainda.
Alguém previa (parece que uns cinco ou seis economistas mundiais e muitos astrólogos cósmicos) esta crise?
Que só ainda está no princípio.
Vai ser um mundo diferente economicamente, e como tal, diferente em tudo.
Mas esperemos que melhor.

beijinho

xistosa - (josé torres) disse...

Não esqueçamos que ele lançou a semente do que ainda não eclodiu.
Esperemos que nunca suceda.
Dividiu um país em dois completamente rivais e pior do que isso, com arsenal atómico capaz de se destruírem, se auto-destruírem e de matarem os vizinhos ...

Não passou as costas da mão e afastou a cortina ... para ver o mundo ...
Ele estava em rotação em redor da Terra e via o mundo a seus pés ...
Mas a vida é um conjunto de cumplicidades humanas.
E há sempre deuses e demónios.
Nem sempre morre quem "merece".

Fatyly disse...

Gosto muito da filosofia de Gandhi, da Madre Teresa de Calcutá e outros, que fizeram mover montanhas pela "emoção" de GESTOS da partilha e de fazer bem envolvidos e movidos pelo "AMOR", guiados pela "luz" que qualquer um de nós poderá ter a que quiser...mas jamais em tempo algum numa concencialização da "Vibração", porque vibrar neste contexto só, consigo compreender mais pela alegria de que mudámos algo ou ajudámos alguém.

Não é só agora que o mundo está em mudança porque sempre houve "crises" e os humanos não aprenderam nada, tal como o holocaustro, excepto que renasceram das cinzas e ainda há focos de guerra por um naco de terra que ambos querem...por dá dinheiro devido ao turismo!

A actual crise vai passar sim senhora e seria bom que na UE onde estamos "encafuados" apareça alguém que mude o panorama...porque o povo esse já está de mudança!!!!

Beijos e um bom domingo

claras manhãs disse...

Olá Xistosa

Não meu querido não foi ele, isso foi o LIVRE ARBÍTRIO, que felizmente existe.
Morrer é tão natural como viver, o mal é nem sequer já se dizer que 'morreu', diz-se 'passou'.
Se por um lado 'passar' é mais do que correcto, também não é menos verdade, que a maior parte das pessoas que usa o 'passar' não acredita que a morte seja uma passagem, têm é medo de usar a palavrea morte.

A mim a não me faz nenhuma impressão.

beijinho

claras manhãs disse...

Olá Fatyly

Se houve alguém que demopnstrou até à exaustão que basta mudar-se, para poder, eventualmente, mudar o mundo foi Ghandi.
E Fatyly, o bater das asas de uma borboleta no japão, pode provocar um furacão no ocidente....

beijinho

Capitão-Mor disse...

Bom gosto como sempre... :)

Bjo

Mariz disse...

Minha querida
Dei uma revisão geral pelos teus posts, desde que tive sem postar e este chamou-me á atenção.
Belo, um tanto intrigante até, pelo que narras. No entanto há aqui algo que não deves acentuar: as emoções. Sabes que elas são as piores a serem banidas dos nossos corpos subtis.E já depois no astral, as almas quando lhes é permitido virem a este plano presenciam precisamente cenas das mais emotivas que possam haver para sentirem como reagem a elas e os seus instructores espirituais darem-se conta que elas não estão ainda preparadas para "subirem" de "escalão"! Pois é...em vez de lançares mais lenha para a fogueira...deves é tentar/trabalhar ao máximo para conseguires apagá-la!

Nota: excepcionalmente, tens uma resposta no meu blog. Sempre que se justifica escrevo lá - como foi o caso.

Abraço grande
Sempre...
MAriz


Nota2 - quanto ao blog que dizes ser "imperdível" passei por lá e....sem comentários. A começar pela foto...
mas eu também não sou daqui, sabes? a minha galáxia é outra e eu quero é aprender mais...e rir com outro tipo de coisas...mais infantis. Esse tal Sam que te comenta, eu seria incapaz de o ter como meu comentador, por exemplo...e vice-versa.
Desculpa este desabafo...

claras manhãs disse...

Olá Meu Capitão

Se soubesses o que gosto de te ver....
Obrigado

beijinho

claras manhãs disse...

Olá Mariz

Se calhar não te apercebeste que Emoção estava escrito com letra maíuscula.
O que aprendi, é que não há nada tão puro como a Emoção.
Aliás, o Amor é Emoção pura, e sem ela não há Amor.
O que não se deve é pensar e emitir sinais contrários no Universo.
Dizes que não às Emoções e depois falas de Amor.
Não existe Amor sem Emoção.

Quanto ao resto Mariz, cada um faz as suas opções e responde sobre elas.
Gosto do blog de que falei.
Do Sam, gosto dele e por isso ser sempre uma honra tê-lo no meu espaço.
Já lá vou ver a tua resposta.

beijinho, Sempre

Mariz disse...

Honra de quem se lêm grosserias..? Não entendi, desculpa.
Honra tenho eu em ler-te e comentar-te e sentir-te...mas com verbalismos grosseiros....
quem tem aquela postura...como a que li no blog dele...estaremos a falar da mesma honra?!
Quanto á Era de Aquário podes ter razão...em 70 não sentia nada a não ser agir por impulso... e sentr-me mal com ambientes e gente "pesada"!
Só há 10 anos sou menos tonta...abriram-me a mente e puseram uns pózinhos de prelim...pim...pim!
Mas houve em tão pouco tempo outros 18m impressionantes? Ou não percebi bem?!
Conta lá isso melhor...por favor! Pensei que fossem apenas estes e aí sim, senti-os como algo bem do Além!!!

Beijinhos
Mariz

claras manhãs disse...

Minha Querida

Não tenho bem presente o ano, neste momento, mas em 76 ou 79, houve um alinhamento igual ou parecido com astros, com a Lua na sétima casa
Houve muitos que disseram que era a entrada em Aquárius.
Na Índia pensaram os astrólogos e astrónomos que era o fim do mundo.
Há quem garanta que desde essa altura que estamos na Era de Aquárius.
Mas há também quem diga que só daqui a 165 anos, e quam diga que só daqui a 665 anos.
Estou, como é óbvio, a falar de estudiosos sobre oo assunto. Por isso te disse que não era consensual, aliás que ninguém se entende.
Há com frequêncioa alinhamentos astrais em que a Lua está na sétima casa, daí toda esta confusão que se agrava, quando também há discrepâncias quanto à data da entrada em Peixes.

Mariz, eu conheço o Sam há dois anos e sei que aquilo que te choca é só a sua superfície.
A mim, nenhum palavrão me choca.
Não os uso, mas não me chocam, nadinha mesmo.

beijinho