skip to main | skip to sidebar

5 de fevereiro de 2009

COMENTÁRIO PASSADO A POST








A MATESO fez um comentário ao post SAUDADE que achei uma maravilhosa definição de Saudade.
Os parágrafos são meus, como chamada de atenção para as frases.
Aqui fica, para encanto vosso.

A saudade chega partindo, e, parte chegando.
Esse é o sentimento de ser portugês.
Uma espécie algures entre o mar, e a terra, num porto sem abrigo, e, abrigado sem porto.
Um estar, sem estar, um desejar não desejado.
Uma falácia real.
Um orgulho não conquistado, e, uma conquista orgulhosa de não se sabe bem de quê.
Afinal, tão simplesmente, da saudade de se ter, o que não se tem, por já se ter vivido.


8 comentários:

CatarinaGarcia disse...

É realmente um texto muito bonito.
Parabéns ao autor pela bela definição, nunca vi uma melhor.
bj,
catarina

Bartolomeu disse...

Excelente síntese, muito Camoniana, mas realíssima!!!
;)

Elcio Tuiribepi disse...

Muito bonito mesmo...aqui li uma vez uma frase assim " Saudade é o não saber" aí não resisti e completei...por onde andam as flores que se perderam no outono...
Um abraço na alma...

claras manhãs disse...

Olá Catarina

Também achei

beijinho

claras manhãs disse...

Olá Bartolomeu


A Mateso escreve muito bem

beijinho

claras manhãs disse...

Olá Elcio


Que bonito Elcio!

beijinho

Lucy disse...

Tudo o que toca a 'saudade' - toca na minha fibra.

Saudade bem lusitana, deste povo de destino marcado pelo fado!

claras manhãs disse...

Olá Lucy

Saudade, é tão nossa.
basta a palavra só existir em português, diz tudo, não diz?

beijinho